Wongtschowski & Zanotta Advogados anuncia novas sócias

19 de abril de 2017

Juliana Brotto de Barros Milaré e Marília Canto Gusso foram promovidas a sócias do Wongtschowski & Zanotta Advogados (WZ).

No escritório desde 2011, as novas sócias irão dividir a coordenação do contencioso cível. A área vem aumentando significativamente de tamanho dentro da banca em virtude da conquista de novos clientes e do aumento da demanda de clientes atuais.

O crescimento é fruto da tendência cada vez maior das empresas migrarem dos escritórios tradicionais para bancas modernas, que realizam um atendimento personalizado e atencioso, sempre capitaneado por um sócio, como acontece no WZ.

Formada em direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), Juliana é pós-graduada em processo civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e em direito imobiliário pela FMU. Já passou por vários grandes escritórios e acumula 20 anos de experiência. No WZ, a advogada tem atuado em diferentes resoluções de conflitos judiciais e extrajudiciais, processos de recuperação judicial e falência e disputas imobiliárias, além de prestar consultoria em direito do consumidor.

Marília é bacharel em direito, pós-graduada em direito processual civil e mestre em direito civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Possui 15 anos de experiência nas áreas de contencioso cível e arbitragem, defendendo empresas nacionais e estrangeiras em disputas envolvendo matérias de natureza cível, societária, comercial e consumerista. Também atua na consultoria para prevenção e resolução de conflitos e é membro do Grupo de Estudos do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr).

O escritório anunciou ainda a estruturação de uma área especializada em arbitragem, com uma nova equipe dedicada ao tema.

Para integrar esta equipe, houve a contratação da advogada sênior Maria Amélia Colaço Alves de Araújo. Ela irá se unir à Gianna Freitas Duarte Silva no novo departamento, que será comandado diretamente pelas sócias Vânia Wongtschowski e Marília.

O escritório atua em arbitragem há vários anos, mas decidiu pela estruturação de um departamento específico em razão do crescimento de casos de grande valor e alta complexidade, que demandam atenção exclusiva, envolvendo especialmente relações contratuais diversas, construção civil e societário.